25/01/2014

NO RIO MAIOR (VALA REAL) BELEZA NATURAL, LIXO E JACINTOS

É impossível ficar indiferente perante o que o rio Maior mostra, nestes tempos de chuvas, margens alagadas, muita verdura em volta, águas correndo com ímpeto e, ao mesmo tempo, evidências de desleixos, restos de materiais provenientes de culturas e... jacintos, a planta que tem tanto de bonita, especialmente quando floresce, como de assassina, pois tem efeitos muito nocivos sobre as águas. 

 



 

As fotos, feitas em Janeiro, entre a ponte do Vale e a ponte do Ferreira, são a prova do que dizemos. Foram-nos entregues por elementos do Clube de Amadores de Pesca do Vale de Santarém que, para o seu último concurso, já puderam circular à vontade pelo combro do rio, após a limpeza realizada, como já noticiado aqui no blog. Agora, o combro está livre para caminhar a pé, de bicicleta, até de automóvel. Sabemos que começaram já a circular por lá grupos de BTT. O Movimento Ecologista tem em vista realizar outras acções para que o combro do rio, na zona do Vale, seja um ponto de passagem para quem queira desfrutar das condições naturais que ele oferece. Esta intenção é, aliás, comungada por outras organizações ecologistas da região, para quem a despoluição do rio Maior (vala Real) e a sua valorização, ao longo de todo o seu percurso, são também objectivos a atingir.

Temos novas a dar em breve.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário